Publicado em Deixe um comentário

Óleo de Coco – Mocinho ou Vilão

#repost
#qualicoco

Assim como ocorreu na semana passada com a low carb, temos uma nova polêmica circulando pelas mídias sociais. Desta vez, do óleo de coco. Em um vídeo, uma professora de Harvard critica o óleo de coco por se tratar de uma gordura saturada e as pessoas o tratarem como um “alimento milagroso”. Mas, será que isso é o suficiente para colocar em dúvida seus comprovados benefícios? Falarei brevemente sobre essa questão e deixo que cada um tire a própria conclusão!⠀
O coco é composto por triglicerídeos de cadeia média (ou ácidos graxos de cadeia média), especialmente o ácido láurico, que são gorduras saturadas benéficas a saúde! Há estudos que comprovam que ele é uma boa opção para frituras por suportar bem altas temperaturas sem perder as suas propriedades (não oxida). Desde a polpa a água de coco têm várias propriedades medicinais como: bactericida, fungicida, antiviral, antiparasitária, antidermatofítica, antioxidante, hipoglicêmica, hepatoprotetora e imunoestimulante[1]. E o óleo de coco virgem (VCO) preserva todos estes benefícios. Estudo dizem que o óleo de coco pode ser um bom aliado da saúde cardiovascular, ajudando na redução do colesterol LDL e o aumento do HDL[2]. Além de nutritivo, o óleo de coco é considerado um alimento funcional[3]. E por todos esses benefícios, o que ocorre é que ele passa a ser chamado de “superalimento”. Porém, em momento algum superalimentos são “alimentos milagrosos”, aliás, não existe alimento milagroso! A polêmica surge justamente porque há um grupo que espalha que ele “faz milagres e emagrece”, enquanto outro diz que “é gordura saturada, é ruim”. Porém, sabemos que alimento sozinho nenhum emagrece ou cura, ao mesmo tempo em que a gordura saturada já não está mais no banco dos réus (leiam sobre na hashtag #DrBarakatGorduraSaturada). Concluindo: quando o assunto é saúde, tudo se trata de equilíbrio e consumir alimentos com moderação!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *