Publicado em Deixe um comentário

Alergia Alimentar e Amamentação

⭐Mães que amamentam bebês com alergia alimentar lidam não só com os desafios da amamentação. Lidam com um bebê que passa mal, com um diagnóstico que não é alcançado com facilidade e com uma dieta restritiva❌, que muda a rotina familiar e a vida social.

⭐Mamães não devem desmamar seus bebês como indicação de TRATAMENTO da alergia alimentar⁉ Não acredite que a única opção para seu filho alérgico é uma fórmula pronta, e isso irá solucionar tudo!

?O leite materno tem citocinas regulatórias que podem promover a tolerância (lê-se cura) da alergia alimentar. Isso você só encontra no leite materno.

 

?O leite materno tem próbioticos responsáveis pela microflora intestinal do bebê. São as chamadas “bactérias do bem”. Isso protegerá seu bebê de infecções intestinais, por exemplo.

 

?O leite materno tem prebióticos, milhares de oligossacarídeos que facilitam a colonização dessa “microflora do bem” citada acima.

 

?O leite materno fornece proteína de alto valor biológico, que não consegue ser facilmente substituída por alimentos na mesma proporção, com tantas vantagens adicionais.

 

?O leite materno é fonte de cálcio importante para o lactente, sendo o principal alimento até o primeiro ano de vida, e fornece a quantidade que o bebê precisa desse nutriente, com absorção adequada.

 

?O leite materno contém citocinas regulatórias que auxiliam na regulação imunológica da criança, tanto no desenvolvimento de tolerância do alimento, quanto também na defesa contra microorganismos e doenças.

.

A indicação é que a mãe de bebê alérgico faça a dieta de exclusão se for necessário, e mantenha o aleitamento materno! É super importante ter o acompanhamento do especialista (Alergista ou Gastro) e nutricionista! ??

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *